Temperatura agora:   12.1 °C   [+]

Titinho anuncia flexibilização de atividades em Taquara e contraria algumas regras do distanciamento controlado

O prefeito de Taquara, Tito Lívio Jaeger Filho, anunciou, na noite deste domingo (10), a adoção de regras diferentes para o município, mesmo com o decreto de distanciamento controlado anunciado pelo governo do Estado no sábado (10). Entre as principais diferenciações que Tito estabelecerá para Taquara, serão a liberação para o funcionamento de restaurantes buffet e a flexibilização dos espaços para festas e eventos e bares e pubs. O prefeito voltou a cobrar que todos sigam as regras, para evitar que Taquara possa ser classificada em uma bandeira de maior restrição no distanciamento controlado do governo gaúcho.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


No decreto de distanciamento controlado do governo do Estado, ficou proibido o funcionamento de restaurantes na modalidade buffet, em qualquer uma das bandeiras. O prefeito Tito disse que Taquara não vai seguir essa regra e manterá os buffets trabalhando, mas com as condições municipais estabelecidas para este serviço, como os aparadores salivares nos locais em que ficam a comida. Além disso, todas as regras de higiene continuam obrigatórias, assim como o uso de máscaras.

Com relação a espaços de festas e eventos, que pelo decreto do governador Eduardo Leite também deveriam continuar fechados, o prefeito anunciou flexibilização do funcionamento. Segundo Tito, as festas poderão ser realizadas nestes locais, desde que respeitada a regra de uma pessoa a cada três metros quadrados. Para esta conta, deverá ser considerado apenas o espaço do salão de festas, sem computar a cozinha ou outros ambientes. As mesas deverão ficar a dois metros uma da outra e as festas poderão ter, no máximo, três horas de duração. Regras de higiene são obrigatórias, assim como o uso de máscaras.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Bares e pubs, que pelo decreto do Estado também deveriam continuar fechados, serão flexibilizados pelo prefeito Tito para funcionamento até as 22 horas. Será definida a mesma regra limite, de uma pessoa a cada três metros quadrados e as mesas precisam ter distância de dois metros uma da outra. A higienização e o uso de máscara são obrigatórios. Depois das 22 horas, a única possibilidade de funcionamento será a venda de bebidas para levar para casa. Nos ambientes, será obrigatória a manutenção de portas e janelas abertas.

Com relação aos campos de futebol, Tito mencionou que já estavam liberados, desde o último decreto municipal, o funcionamento das quadras particulares. Estavam proibidas as atividades dos campos pelo interior, que agora serão flexibilizados, para que os jogos aconteçam sem torcidas e somente com equipes de Taquara, sendo proibidos times de municípios vizinhos. O funcionamento da copa nestes campos será permitida, desde que local seja aberto e arejado, as mesas possuam dois metros de distância uma das outras e o uso de máscara é obrigatório nos ambientes fechados.

O prefeito ainda abordou os cultos religiosos, que, pelo decreto do Estado, ficaram limitados a 25% do público. Em Taquara, a regra será uma pessoa a cada três metros quadrados, devendo ser descontado, deste cálculo, apenas as autoridades religiosas. O distanciamento obrigatório será de 1,5 metro entre cada participante e o uso de máscara, por ser um ambiente fechado, é obrigatório. A recomendação é de culto exclusivo para idosos, mas, não havendo essa possibilidade, o prefeito disse que será permitida a realização dos eventos, desde que com espaço exclusivo para este público e com distanciamento dos demais fieis.

Com relação aos espaços públicos, o prefeito disse que permanece proibida a permanência nos locais. Contudo, a partir de terça-feira (12), Tito anunciou que serão liberadas as pistas de caminhada do Parque do Trabalhador e da Praça Beira Rio, no bairro Santa Teresinha. Mas, o prefeito enfatizou que são apenas estes os espaços liberados, e não será autorizado que o público fique nas praças e no parque para “sentar e tomar chimarrão”. Foi recomendo, ainda, que as pessoas mantenham distância nas caminhadas. O prefeito ainda disse que liberará as atividades do ginásio do Parque do Trabalhador, com as mesmas regras válidas para as outras quadras de esporte.

No que se refere à rede escolar, o prefeito disse que seguem com as aulas suspensas, aguardando orientações a nível estadual e nacional. Mas adiantou que está cancelado o recesso de julho, pois, se as aulas forem retomadas no próximo mês, como vem sendo aventado, será necessário utilizar este período para a recuperação, assim como aulas em sábados e horários diferenciados. O prefeito enfatizou que todas as escolas da rede municipal estão oferecendo conteúdos aos alunos, mediante internet ou material impresso. Sobre maternais particulares, Tito disse que ainda não tem uma posição sobre a retomada, mas anunciou que nesta semana tomará decisão a respeito.

Sobre os idosos, o prefeito anunciou a liberação para que possam ir em qualquer horário para a busca dos serviços essenciais, como mercados, farmácias, serviços de saúde e academias. Nos demais estabelecimentos, segue a regra de que a primeira hora é exclusiva para este público, e a segunda hora é preferencial. Tito explicou a situação de estabelecimentos que vendem gêneros alimentícios, mas também outros produtos. Neste caso, os idosos podem comprar produtos de alimentos em qualquer horário do dia, mas os demais produtos somente podem ser vendidos na primeira e segunda hora.

Em sua transmissão ao vivo, o prefeito voltou a enfatizar a importância de o comércio seguir todas as regras estabelecidas para o funcionamento. Disse que a fiscalização continuará atuando, e haverá intensificação das medidas, inclusive abrangendo, também, localidades do interior. Tito afirmou que, se for necessário fechar os estabelecimentos, isso terá que ser feito. O prefeito mencionou que contrariou, em abril, o decreto do governo do Estado, permitindo a reabertura das atividades econômicas, mas isso exige a colaboração de todos.

O prefeito destacou que o estado foi catalogado por cores a partir do distanciamento controlado e disse que foi bom para a região ter sido classificada na situação mais branda. “Mas também, nos dá mais preocupação no momento em que vai liberar, nos deixa mais vulnerável se as pessoas despreocuparem. Essa classificação vai ser avaliada semanalmente, para permanecer na bandeira amarela, temos que nos manter nesse patamar estável. Não podemos começar a facilitar, pois aí começa a aparecer casos de coronavírus e aí o governo nos coloca numa cor altamente restritiva”, mencionou Tito, reforçando que o compromisso com as regras precisa ser 100%.