Temperatura agora:   16.9 °C   [+]

Tito se manifesta sobre pronunciamento de Bolsonaro: “seguimos da mesma forma”

Pronunciamento do Presidente da República, Jair Bolsonaro em Rede Nacional de Rádio e Televisão. Foto: Isac Nóbrega / Presidência

O prefeito de Taquara, Tito Lívio Jaeger Filho, divulgou, nesta terça-feira (24), nas redes sociais, posicionamento com relação ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro em rede nacional de televisão e rádio. Segundo o prefeito, muitos taquarenses ficaram em dúvida quanto à manutenção da medida de resguardo adotada pelo município. “Esclareço a todos que nossos municípios seguem as orientações do Ministério da Saúde, e enquanto não houver nada oficial por parte deste órgão, seguimos da mesma forma”, disse Tito. “Aguardemos nos cuidando e preferencialmente em nossas residências até segunda ordem”, completou o prefeito.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




No seu pronunciamento, Jair Bolsonaro afirmou que o novo coronavírus (covid-19) está sendo enfrentado e pediu calma à população. “Sem pânico ou histeria, como venho falando desde o princípio, venceremos o vírus e nos orgulharemos”, disse o presidente. O presidente afirmou que as autoridades devem evitar medidas como proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa. “Nossa vida tem que continuar. Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade”, destacou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O presidente voltou a dizer que o grupo de risco para a doença é o das pessoas acima dos 60 anos de idade e que não teria necessidade de fechamento de escolas, já que são raros os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos. Segundo ele, 90% da população não terá qualquer manifestação da doença, caso se contamine, e a preocupação maior deve ser não transmitir o vírus, “em especial aos nossos queridos pais e avós”. Bolsonaro ainda criticou os meios de comunicação, por, segundo ele, espalhar o pânico entre a população.

Assista a íntegra do pronunciamento de Bolsonaro: