Três secretarias municipais de Taquara alinham realização de programas sociais

Saúde, Educação e Desenvolvimento Social discutiram os programas oferecidos à comunidade.
Reunião na prefeitura reuniu secretários e coordenadores de projetos. Divulgação/Magda Rabie

Transversalidade foi pauta da reunião promovida, na segunda-feira (6), na Prefeitura de Taquara, entre representantes das secretarias municipais de Saúde, de Desenvolvimento Social e Habitação, de Educação, Cultura e Esportes e do vice-prefeito de Taquara, Hélio Cardoso Neto. Segundo o dicionário, o termo “transversalidade” deriva de “transversal”, trazendo o sentido de colocar diferentes postos em contato, comunicando-se e produzindo melhor.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Segundo o mediador do encontro, professor Levi Metanoya, coordenador do Programa Saúde na Escola (PSE), a ideia de reunir as três secretarias é realmente esta, a de reforçar o grau de comunicação entre as pastas e grupos que trabalham importantes programas e projetos no Município, atentando sanar dificuldades que surjam acerca de esclarecimentos ineficazes, reforçando o bom andamento dos recursos públicos indo ao encontro de atender cada vez melhor a comunidade taquarense. “Temos que unificar as forças e trabalhar com um único objetivo, principalmente para estarmos alinhados na obtenção de verbas estaduais e federais”, destaca Levi.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Os principais assuntos abordados entre as secretarias foram os Programas Primeira Infância Melhor (PIM), com coordenação vinculada à Secretaria de Saúde; Bolsa Família (PBF), com a coordenação junto à Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação; Crescer Saudável (PCS) que tem a sua coordenação na Secretaria de Educação, Cultura e Esportes e Saúde na Escola (PSE), também com a coordenação junto à Secretaria de Educação. Todas as três secretarias municipais dispõem de atividades e ações concomitantes para que estes programas se desenvolvam corretamente dentro do Município e ofertem os serviços à comunidade, ou seja, para funcionarem, dependem do tripé: Educação, Desenvolvimento Social e Saúde.

Participando do encontro, o secretário de Saúde, Vanderlei Petry, disse que esta transversalidade é muito bem-vinda. “Vemos as medidas públicas, muitas vezes, setorizadas. A transversalidade é muito mais que uma ferramenta necessária porque o cidadão é um só. Temos que manter firme esta iniciativa com foco não na disputa de egos, mas em parcerias, pois é uma ferramenta que vai nos auxiliar, enquanto gestão, a avançar muito”, reitera Petry.

PROGRAMA PRIMEIRA INFÂNCIA MELHOR

O Programa Primeira Infância Melhor tem o objetivo de orientar às famílias para que promovam o desenvolvimento integral de suas crianças desde a gestação até os seis anos de idade. Em Taquara, conta com sete visitadores, que atendem 101 famílias, 114 crianças e nove gestantes, assistindo todos os bairros do Município. O PIM é um programa estadual e está alinhado a outra ação, o Programa Federal Criança Feliz, também promovido no Município, que atende 53 famílias, sendo crianças de zero a 3 anos que tenham cadastro do Bolsa família, gestantes e pessoas com deficiências.

PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

No Programa Bolsa Família, Taquara tem 1003 famílias cadastradas, tendo como beneficiárias 3009 pessoas. Hoje o cadastramento está quase batendo a meta nacional, conforme destaca a coordenadora do Bolsa Família, Clarice Quadros. “Saímos de 2016 com 53% de atualização cadastral, e hoje, já estamos com 84%. Vamos bater a meta nacional que é de 85%. Nosso cadastro está sempre atualizado, estamos atentos às crianças na escola. Percebemos que alguns programas não estavam chegando à população, assim estamos com ações mensais nos bairros. A primeira experiência foi no Mundo Novo, onde atendemos mais de 100 pessoas”, observa Clarice. A próxima ação do Programa Bolsa Família acontece, no dia 18 de agosto, no bairro Santa Teresinha.

PROGRAMA CRESCER SAUDÁVEL

Coordenando o Programa Crescer Saudável, a nutricionista Lilian Alves, explica que dentre as ações do programa um trabalho intenso deverá ser feito no combate à obesidade infantil. “Taquara faz parte dos nove municípios prioritários por terem os maiores índices de obesidade infantil, é uma preocupação em termos de saúde e de custo com futuras cirurgias bariátricas e outras doenças intercorrentes da obesidade. Recebemos recursos para trabalhar ações que visem o combate da obesidade infantil e já começamos a trabalhar”, menciona Lilian, lembrando a necessidade de mão de obra técnica, o que será providenciado para a efetivação do Programa.

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

Outro programa destacado no encontro foi o Programa Saúde na Escola (PSE) que visa atender aproximadamente 11 mil alunos de 36 educandários, sendo 27 escolas municipais e nove estaduais. O PSE propõe à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população brasileira. Tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino. “Indiretamente todos os programas relacionados anteriormente respingam no Saúde na Escola, por isso a importância de trabalharmos conjuntamente”, informa Levi Metanoya, coordenador do Programa Saúde na Escola (PSE).

PARTICIPANTES DO ENCONTRO: Vice-prefeito Hélio Cardoso Neto; secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Anildo Araújo; secretário de Educação, Cultura e Esportes, Antônio Edmar Teixeira de Holanda; secretário de Saúde, Vanderlei Petry; coordenadora do PIM, Júlia Teixeira; coordenadora do Criança Feliz, Débora Coelho; coordenadora do Bolsa Família, Clarice Quadros; coordenadora do Crescer Saudável, Lilian Alves; coordenador do Saúde na Escola, Levi Metanoya; coordenadora do CRAS, Caroline Britto da Silva Silveira; enfermeiro responsável técnico da SMS, Jorge Amaral; estagiária de Serviço Social, Ana Heitelvan e o professor Rinaldo Simões.