Baixe o aplicativo do Jornal Panorama para seu smartphone

ou tablet:

Ouça AO VIVO as rádios do grupo pela web:



Coluna



Vídeo

Inge Dienstmann

Publicado em 17/03/2017 às 09:03
Por um fio

É comum escrevermos sobre aquilo que vivenciamos. Mais fácil, no meu ponto de vista. E como eu vinha circulando muito por ambiente hospitalar, mergulhei nas tantas emoções que se cruzam por aqueles corredores.


Na mureta que antecede o acesso à portaria principal, uma mulher chorava, amparada pelo marido. Teria recebido notícia irreversível, ou se comprazia do sofrimento de um ente querido?


Pensava nisso quando, da porta, conduzida em cadeira de rodas, como é padrão, surgiu uma jovem com sorriso incontido e o filho recém parido no colo. Será que este novo ser lhe trará tantos motivos assim de alegria, vida afora?


No corredor da ala de internação, um homem caminhava com cuidado, amparado pela fisioterapeuta, entregue à fragilidade do seu momento, de avental hospitalar, com a bunda meio de fora. Seria aquele um homem altivo no seu dia a dia, quem sabe até um pouco arrogante?


No quarto compartilhado, observei a inconformidade de uma idosa, diante da notícia de que, dali para frente, dependeria de cuidadores, e que precisaria abandonar sua casa, seu santuário, para acostumar-se com um novo “lar” - de idosos. Será que ela se sentirá em casa, ou sua alma precisará desprender-se do corpo para buscar moradia e conforto nas lembranças do passado?


Em frente à grande porta de acesso à UTI, um conflito de sentimentos impera: da fé na recuperação provável; da incerteza pela feroz batalha a ser vencida; do conformismo diante de um cessar o sofrimento; do desespero com o anunciado “nunca mais”.


No ambiente hospitalar, se nos entregarmos à sensibilidade do que acontece no macrocontexto, é inevitável sentir-se caminhando em ovos, vendo que as coisas que nos são mais caras, a qualquer momento, poderão estar por um fio.


A propósito: minha mãe recebeu alta e se recupera em nossa casa, cheia de vontade!

Leia também

Publicado em 17/03/2017 às 09:03
Por um fio
Por um fio


Redes Sociais

Copyright 2013