Indivíduo é preso em Taquara ao tentar aplicar golpe do “nudes” em vítima de Três Coroas

Foto: Divulgação/PC Três Coroas

A Polícia Civil de Três Coroas, com apoio da DP de Igrejinha, realizou, na manhã desta quinta-feira (30), a prisão em flagrante de um homem, de 44 anos, enquanto o suspeito tentava transferir, no Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) de Taquara, a propriedade de uma motocicleta pertencente à vítima do chamado estelionato do “nudes”.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Conforme informações repassadas à Polícia de Três Coroas, a vítima passou a sofrer extorsões após trocar mensagens em site de relacionamentos com uma moça, que pensava se tratar de uma adulta. Posteriormente, após a vítima trocar fotos íntimas com a interlocutora, um homem, muitas vezes alegando ser policial, passava a interferir na conversação, e dizia ser pai da moça, referindo que ela seria menor de idade. O indivíduo ameaçou a vítima dizendo que, para não lhe mandar para a prisão, ela deveria pagar valores para a família da suposta adolescente.

Este crime citado tem sido cometido em inúmeros casos país afora, somando incontáveis vítimas do sexo masculino entre os anos de 2018 e 2020. No caso específico desta vítima da cidade de Três Coroas, de 39 anos, as extorsões iniciaram-se no mês de dezembro de 2019, mas a vítima somente procurou registrar os fatos junto à Polícia Civil no início do mês de abril de 2020, ocasião em que já havia entregado uma motocicleta e pago R$ 20.000,00 reais ao estelionatário, que agora passava a exigir a transferência formal do veículo para não realizar a sua prisão.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Durante a tentativa de transferência da motocicleta, uma Honda/Biz vermelha, os policiais foram informados e se deslocaram ao CRVA de Taquara, onde recuperaram a moto, identificaram e prenderam o suspeito, em flagrante. O investigado havia combinado com a vítima de se encontrar no local para efetuar a transferência da motocicleta para o nome de uma mulher. A prisão não se deu no interior do estabelecimento.

Conforme o delegado Ivanir Luiz Moschen Caliari, responsável pela DP de Três Coroas, as investigações terão continuidade no intuito de identificar outros envolvidos no golpe que, conforme já dito, tem acumulado inúmeras vítimas, com grandes vantagens financeiras e patrimoniais indevidas.

%d blogueiros gostam disto: