Tem algo muito grande esperando por você, por Cassi Gottlieb

Tem algo muito grande esperando por você

Tempo de ressurreição, de renascimento, de esperança, de fé no improvável, no possível. Assim eu defino a páscoa.
Vivemos o momento mais delicado que a humanidade em seus tempos modernos atravessou. Um vírus invisível aos olhos, mas letal para quem o ignora, virou de cabeça para baixo a vida das pessoas. De uma hora para outra, todos tiveram que se adaptar, encontrar os melhores caminhos para atravessar esse momento. Ainda estamos tentando entender como lidar com toda essa situação. O que sabemos é que chegará o momento que ela vai passar.
Minha coluna nesse espaço trata de acessibilidade, que está totalmente conectada com toda essa realidade do mundo na atualidade.
A necessidade específica é também uma adaptação. A sociedade projeta os espaços, os eventos, os relacionamentos, de acordo com o que a maioria usufrui. O que é diferente disso, é adaptado. Um mês de quarentena angústia, cada dia demora para passar, pequenas coisas fazem falta. É quando notamos que não somos preparados para uma rotina diferente. Mas o que dizer de uma vida inteira adaptada?
Pode ser muita boa, maravilhosa. Entretanto, é fruto de todo um esforço coletivo. Desfrutando as coisas boas, aprendendo com as dificuldades. Muitos estão dizendo que o mundo não será mais o mesmo após essa pandemia. Projetam que será mais humano, solidário e honesto. Talvez esse tenha sido o propósito oculto de sua existência. Resta sabermos aproveitar.
Se a pandemia levará até uma humanidade mais justa e adaptada, outra conexão apropriada para acessibilidade, é a Páscoa. Ressurreição é acreditar que o fim nunca termina.
É ter esperança em cada manhã que Deus nos dá a possibilidade de abrir os olhos. Não há dificuldade impossível de ser superada, não importa a esfera. Basta acreditar, ter incentivo, fé e luta.
Seja em uma doença existente, no emprego em dificuldade, no sonho de caminhar pelas próprias pernas, ou qualquer outra coisa que tire o seu sono, lhe deixando triste.
Acredita em você, no propósito de vida que em algum lugar deve estar escrito. Nada é por acaso. Tudo tem a sua hora e o seu momento.
Feliz Páscoa!

Por Cassiano Gottlieb, de Taquara
[Leia todas as colunas]

%d blogueiros gostam disto: